Controle de custos

 

A contabilidade é um termo já bastante conhecido, porém ainda pouco utilizado. Muitas empresas, instituições e organizações sabem da sua importância e contratam os serviços de escritórios especializados em contabilidade para tomar conta das suas finanças. No entanto, não são apenas as empresas e grandes organizações que precisam conhecer e efetuar a contabilidade, uma vez que ela se faz necessária a todos, sendo responsável por permitir um maior controle até sobre as finanças pessoais.

A contabilidade diz respeito ao registro de todas as movimentações de uma determinada entidade, seja ela de pessoa jurídica ou física, isto é, registro e apuração dos resultados obtidos dentro de um período, que servirão como base para direcionar os próximos passos da instituição.

Dessa forma, é através da contabilidade que é possível conhecer os lucros e prejuízos, e assim perceber o quanto é possível ganhar em um determinado espaço de tempo. Conhecendo esses valores, também é possível planejar os próximos passos para aumentar o ganho.

Assim como a contabilidade, o controle dos gastos também é uma medida de grande importância para uma empresa, organização ou instituição, pois sem ele fica praticamente impossível saber quanto se gasta e quanto se ganha, e ainda se o ganho é realmente maior do que os gastos.

Apesar de muita gente confundir e acreditar que a contabilidade e o controle de gastos são coisas diferentes, ou então que são iguais e que a prática de uma delas dispensa a prática da outra, a contabilidade e o controle de gastos são realmente diferentes, porém devem caminhar sempre juntos, como forma de complementação.

 

Mas afinal, qual a diferença entre a contabilidade e o controle de custos? Por que a contabilidade deve estar integrada ao controle dos custos? Como um interfere no outro?

Em primeiro lugar, a contabilidade se refere ao controle geral da situação financeira, ou seja, obtém-se os resultados de um período a partir da análise de todas as movimentações, para perceber se houve lucro e de quanto foi. Enquanto isso, o controle dos custos se refere ao registro e controle de todos os gastos da empresa, desde os mais baratos até os que demandam um investimento maior.

Sabendo disso, fica fácil perceber que esses dois fatores estão diretamente interligados. A contabilidade calcula os lucros, enquanto o controle dos gastos, por sua vez, contribui para a economia, evitando que se gaste com coisas desnecessárias, aumentando o lucro.

Dessa forma, conseguir integrar a contabilidade com o controle dos gastos pode ser um verdadeiro desafio, mas que traz grandes contribuições para a situação financeira da empresa, instituição ou organização em que é praticada. Pois é assim que se consegue ter um maior controle sobre todos os gastos, conhecer cada um deles e, em seguida, através da contabilidade, analisar quais realmente são necessários, melhorando a gestão dos recursos financeiros, aumentando o lucro da instituição.

Portanto, o segredo para praticar a contabilidade e o controle dos gastos é saber uni-los, em um processo no qual um complementa o outro, e ambos servem para uma mesma finalidade, que é trazer resultados positivos para o setor financeiro.

Entre em Contato